/* ]]> */
  • Alameda Jaú, 1754 - 09º andar | Jardim Paulista, São Paulo - SP, 01420-006 | Telefone: + 55 (11) 3995-8160

Saiba como tornar o planejamento financeiro da sua Startup mais eficiente

Saiba como tornar o planejamento financeiro da sua Startup mais eficiente

Saiba como tornar o planejamento financeiro da sua Startup mais eficiente 1440 960 Marcio Takeuchi

Com certeza você já ouviu falar sobre planejamento financeiro. Mas você sabe a importância dessa prática para a sua Startup? Sem um planejamento eficiente, sua empresa pode encontrar diversas complicações financeiras, o que atrapalha não apenas o crescimento da sua empresa, mas também a captação de investimentos.

No post de hoje, trouxemos algumas dicas para que você organize as finanças da sua empresa e alcance os objetivos desejados.

O que é o planejamento financeiro

Antes de tudo, é preciso explicar que esse planejamento visa manter a saúde financeira do seu negócio, promovendo mais assertividade no controle de despesas e na elaboração de metas. Portanto, de uma forma resumida, podemos dizer que se trata do controle e da previsão do orçamento disponível em curto e longo prazo.

O principal intuito é conseguir prever demandas que possam prejudicar o financeiro da empresa, estruturando estratégias apropriadas para que esse setor esteja sempre positivo. Para isso, é preciso estar atualizado sobre os valores que entram e saem do caixa, acompanhando os números com determinada frequência.

Seja qual for a área de atuação da sua empresa, é possível afirmar, com certeza, que o planejamento é fundamental. Isso porque ele organiza de forma concreta e objetiva tudo o que está acontecendo na empresa, auxiliando na tomada de decisões mais precisas.

É claro que imprevistos sempre vão surgir, mas nesses momentos contar com um planejamento eficiente vai ajudar na resolução dos problemas.

Por que fazer o planejamento?

Sem dúvida, essa organização é indispensável para que o gestor possa ter controle financeiro e previsibilidade. Muitas vezes, gerenciar um negócio pode ser desafiador, ainda mais sem um planejamento eficiente.

Além disso, manter as finanças organizadas é uma maneira de garantir que os pagamentos estejam sempre em dia, evitando dívidas. Assim, você pode investir em novas ferramentas, infraestrutura, publicidade e, em especial, nos seus funcionários, gerando uma equipe mais engajada e, consequentemente, colhendo resultados satisfatórios e atingindo as metas desejadas.

Organizando as despesas

Agora que já te mostramos para que serve o planejamento financeiro e qual a sua importância na empresa, chegou a hora de falar sobre a prática. A seguir, você vai encontrar algumas dicas de como realizar essa organização de forma efetiva.

O primeiro passo é analisar o valor que você tem disponível para gastar durante determinado período. Esse espaço de tempo pode ser semanal, mensal, trimestral ou até mesmo anual. O importante é que você mantenha um acompanhamento regular para não se perder ou cometer algum erro.

Nesse contexto, alguns dados são necessários para que o planejamento seja fiel à realidade. O valor faturado durante esse período, o ticket médio do seu produto, a quantidade de clientes e os gastos da empresa são alguns dos principais elementos que você deve observar.

Dê mais fôlego para o seu time de RH. Conheça o nosso BPO especializado em contabilidade

Você também deve considerar que existem duas categorias de gastos: os fixos e os variáveis. Para garantir a segurança do seu caixa, comece o planejamento pelos custos fixos, pois eles independem do seu faturamento. Por outro lado, os variáveis serão alterados conforme o número de vendas.

Organização financeira

Outra prática muito importante é o registro de todos os gastos realizados pela empresa durante o período delimitado. Assim, é possível saber o que está sendo gasto e comparar com o planejamento inicial, analisando se está tudo dentro do esperado.

Nesse momento, você vai conseguir visualizar o valor gasto na prática pela empresa, corrigindo as informações estruturadas anteriormente e acrescentando novos indicadores. Além disso, é através desse controle financeiro que você verá o que é realmente importante para a empresa e quais gastos são desnecessários ou podem ser diminuídos.

Com isso, você terá todas as informações para iniciar o fluxo de caixa, ou seja, o balanço do dinheiro que entra e sai da sua empresa. Esse processo possibilita que o gestor faça uma previsão financeira para os meses seguintes, ajudando na elaboração de estratégias e tomada de decisão.

Análise de dados

Para descobrir se o seu produto ou serviço realmente está dando retorno, é importante fazer uma análise de desempenho. Se você trabalha com mais de um produto, esse passo deve ser feito separadamente, de modo a entender qual deles está trazendo mais resultados e qual ainda pode ser mais desenvolvido.

Identifique o produto que apresenta maior lucratividade e qual está te dando prejuízo. Mas lembre que margem de lucro independe da quantidade de vendas e isso também deve ser considerado.

Por fim, é hora de fazer uma análise do caixa para saber o valor disponível para novas ações. No caso de um fluxo de caixa positivo, você pode escolher em qual área deseja investir, optando pelos colaboradores, expansão, treinamentos e muitas outras.

Mas se a saúde financeira da empresa estiver prejudicada, o indicado é que você comece a cortar gastos extras e pague as dívidas que ainda estão abertas.

Planejamento estratégico

Outra dica para que tudo ocorra bem nas finanças da sua empresa é garantir que todos os colaboradores estejam cientes dos próximos passos que precisam realizar. Nesse momento, é importante manter uma relação de transparência com a equipe, atualizando sobre os dados e investindo em modelos e previsões detalhadas sobre as futuras iniciativas da empresa.

Nesse caso, desde o time operacional até o de vendas, todos precisam estar alinhados para saber o que pode ou não ser feito, onde sua empresa pode, ou não investir. Por exemplo, se a situação financeira de empresa não estiver tão bem assim, eles saberão que não podem gastar com campanhas muito extravagantes ou fornecer descontos que possam prejudicar a marca.

Um planejamento estratégico bem estruturado permite que nenhum setor acabe causando impactos negativos no planejamento financeiro. Além disso, a equipe também fica por dentro dos resultados, analisando o que de fato funciona com os seus clientes e o desempenho de cada produto.

Mas não esqueça: para que todos esses passos sejam seguidos corretamente, é preciso contar com profissionais experientes e qualificados. Dessa forma, você não precisa se preocupar com questões burocráticas e pode explorar todo o potencial dos colaboradores, dando destaque para a sua empresa no mercado.

A Bluke somente utiliza cookies essenciais a navegabilidade do site, para melhorar a sua experiência com nossos canais e serviços, inexistindo quaisquer coletas de dados adicionais. Ao utilizar nossos serviços e canais, você concorda com a coleta exposta. Para saber mais informações confira nossa Política de Privacidade.