• Alameda Jaú, 1754 - 08º e 09º | Jardim Paulista, São Paulo – SP - Telefone: + 55 (11) 3995-8160

O que é e como fazer conciliação bancária

O que é e como fazer conciliação bancária

O que é e como fazer conciliação bancária 1720 1146 Marcio Takeuchi

Uma das principais razões para as empresas irem à falência é a carência de conter uma gestão financeira competente. O meio de evitar futuros impasses é adquirindo para a sua empresa a conciliação bancária, com o objetivo de promover e auxiliar o controle saudável e lucrativo na gestão empresarial do seu departamento e empresa.

Neste artigo, será abordado sobre o que é e como fazer uma conciliação bancária. Confira a seguir!

O que é a conciliação bancária?

A conciliação bancária é o ato de gestão financeira, no que diz respeito à comparação de entradas e saídas referentes ao extrato bancário, conforme o controle interno do seu negócio.

Exemplificando para o entendimento: você possui uma lanchonete. Em um dia, vendeu R$ 600 reais em cartões de débito, no próximo dia R$ 500 reais, e no dia seguinte R$ 400 reais. Os valores recebidos foram anotados no controle interno, por planilhas no Excel ou softwares para o controle de caixa da conciliação bancária.

Ao passar a semana, no sábado ou domingo, será necessária a confirmação de todos os valores pagos pelos clientes se já caíram na sua conta-corrente da empresa. Para a verificação, emita o extrato bancário e compare as entradas com as anotações que realizou. Diante disso, estará feita a conciliação bancária.

É válido para qualquer outro meio de pagamento, seja por cartão de crédito e boleto, ou valores pagos pela sua empresa, como contas em débito automático, cheques a fornecedores, empréstimos, prestações, etc.

Qual a função da conciliação bancária?

Detém como função a verificação da existência de inconsistência do controle financeiro empresarial, confirmado se o saldo que está disponível possui igualdade com a informação contida no registro de compra e vendas da empresa.

Há de se observar que inúmeros empresários creem em dados errados e também por negligências expostas no registro interno, sem a comparação com as origens, sendo assim a conciliação bancária torna-se imprescindível para garantir a acuracidade dos dados.

Este controle interno é essencial para a garantia do saldo bancário confiável, com a identificação de fraudes internas, o aperfeiçoamento de previsões de fluxo de caixa e planejamento orçamentário, e obterá o controle efetivo para as movimentações financeiras da sua empresa.

A identificação de fraudes internas poderão ser realizadas através de planilhas no Excel ou sistemas de gestão. Dessa forma, evitará futuras defasagens, por exemplo, os depósitos feitos em dinheiro valorados inferiormente ao real, ou cheques não compensados e/ou depositados na conta-corrente empresarial.

O aperfeiçoamento de previsões do fluxo de caixa, a partir do controle das entradas e saídas de valores, com a previsão de fluxo de caixa, é possível verificar a real situação financeira da empresa na totalidade. A tomada de decisões, gastos menos excessivos, cumprimento das obrigações fiscais, todos esses fatores estão inclusos na comparação do fluxo de caixa.

Ao analisar os fatos existentes, haverá o planejamento orçamentário incorporado em planilhas ou softwares, exibindo o delineamento de despesas, custos, receitas e qualquer investimento produzido pela empresa.

Já o controle efetivo para as movimentações financeiras, a conciliação bancária está presente para obter uma visão mais clara e precisa a respeito do seu negócio.

Qual a diferença entre fluxo de caixa e conciliação bancária?

O fluxo de caixa é o local onde será registrado os valores de entrada e saída da empresa. A partir deste controle, ocorrerá a identificação do status do financeiro do negócio, logo apresentará os lucros e prejuízos que a empresa contém.

A frequência dos registros no fluxo de caixa deverão ser incluídos periodicamente (se possível, diariamente) para que o controle não perca a sua eficácia e precisão em tempo real. Por exemplo, caso a sua empresa receba o valor de R$300 reais pela venda de um produto ou serviço, e, também, no mesmo dia, paga-se R$200 reais para um fornecedor, ambos os valores carecem de registro.

A diferença do fluxo de caixa e a conciliação bancária é que a conciliação possui a função de comparar o controle interno com os valores de entrada e saída, estabelecendo, portanto, se estão corretos como mostra em sua conta.

Por exemplo, no dia 15 do mês de fevereiro anotou-se a venda de um produto ou serviço no valor de R$500 reais. A conciliação bancária verificará se, o valor caiu na sua conta no mesmo dia ou no seguinte. Atentando-se para valores pagos, logo se no dia 17 de fevereiro foi paga a quantia de R$ 500 reais para um fornecedor, esta movimentação deverá constar no fluxo de caixa.

Como fazer a conciliação bancária?

Realize a conciliação bancária/contábil a partir de um controle financeiro eficaz por software, planilhas e/ou relatórios. Faça uma listagem com os dados das contas bancárias que são usufruídas pela empresa.

Corrija qualquer divergência que houver, sem atrasos, com auxílio de um BPO contábil. Separe um período para análises das tomadas de decisões passadas, presentes e futuras. E por fim, não se esqueça de enviar as análises finalizadas para o seu contador verificar se estão corretas.

Faça a sua planilha!

Na planilha de conciliação bancária terá de constar os seguintes dados: nome da empresa, período de movimentação financeiro com datas, banco, agência e a conta-corrente que utiliza, saldo inicial, a listagem dos produtos ou serviços que oferecem, a categoria de operação bancária (débito, crédito, cheque ou dinheiro), a categoria do pagamento ou recebimento (contas, fornecedores, despesas, recebimento), observações importantes, data, valor, status que consta no extrato, e o saldo atualizado.

A Bluke somente utiliza cookies essenciais a navegabilidade do site, para melhorar a sua experiência com nossos canais e serviços, inexistindo quaisquer coletas de dados adicionais. Ao utilizar nossos serviços e canais, você concorda com a coleta exposta. Para saber mais informações confira nossa Política de Privacidade.